Campanha de conscientização sobre Leishmaniose Visceral

Campanha de conscientização sobre Leishmaniose Visceral

 Campanha de conscientização sobre Leishmaniose Visceral

 

A Prefeitura de Suzanápolis, por meio da Secretaria da Saúde realizou neste mês de agosto, uma companha de conscientização sobre a Leishmaniose Visceral. Além dos informativos disponibilizados nas redes sociais e canais oficiais da Prefeitura, a equipe da Zoonoses realizou a distribuição de materiais contendo orientações a respeito da doença e como preveni-la.

A conscientização e a prevenção em Suzanápolis continua, cuide bem do seu animal de estimação:

A doença é transmitida pela picada da fêmea do inseto Lutzomyia longipalpis, popularmente conhecido como mosquito-palha. É um inseto pequeno que põe seus ovos em locais sombreados, na terra úmida com matéria orgânica e tem hábitos crepusculares ou noturnos. A transmissão ocorre quando a fêmea se infecta ao picar um cão contaminado com o parasita e passa a transmiti-lo a outros cães e aos seres humanos nas próximas picadas.

Os principais sinais e sintomas em humanos são: febre irregular de longa duração (mais de 7 dias); falta de apetite; emagrecimento; fraqueza e barriga inchada (pelo aumento do fígado e do baço). Já, no caso dos cães, eles podem ficar infectados por vários anos, sem apresentar sinais.

Esses animais são fontes de infecção para o inseto transmissor e, quando adoecem, apresentam os seguintes sintomas: desânimo; fraqueza; sonolência e perda de apetite; feridas na pele que não cicatrizam; queda de pelos; descamação (ao redor dos olhos, no focinho, orelhas, juntas e cauda); emagrecimento; diarreia; vômitos; sangue nas fezes; aumento do baço e/ou fígado e crescimento anormal das unhas.

Saiba como evitar

Em humanos, deve se usar repelentes; não se expor em ambientes propícios ao mosquito no fim da tarde e início da noite; manter a casa e o quintal livres de matéria orgânica, recolhendo folhas de árvores, fezes de animais, restos de madeiras e frutas. Manter sempre limpas as áreas próximas às residências e os abrigos de animais domésticos.

Para evitar a doença nos cães, recomenda-se manter a saúde e higiene dos animais e não permitir que os mesmos fiquem soltos nas ruas. Além disso, sempre se informar com o médico veterinário sobre a vacina contra a Leishmaniose que deve ser aplicada no animal.

 Comunicação/Prefeitura


Compartilhar


Comentários

    Nenhum comentário registrado. Seja o primeiro!

Deixar um comentário

Atenção: seu e-mail não será publicado.

Nosso site faz o uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação. Leia sobre como utilizamos cookies e como você pode controlá-los clicando em "Preferências de Privacidade" à direita.

Preferências de Privacidade

Quando você visita qualquer site, ele pode armazenar e recuperar informações através do seu navegador, geralmente na forma de cookies. Como nós respeitamos sua privacidade, você pode escolher não permitir coletar dados de alguns tipos de serviços. Entretanto, ao não permitir esses serviços sua experiência pode ser impactada.


Carregando... Por Favor, aguarde...
ACESSIBILIDADE

Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas: Alt + [ de atalho]

Atalhos de navegação:

Tamanho da Fonte/Contraste
fechar
ACESSIBILIDADE